terça-feira, 30 de abril de 2013

Dia histórico na Holanda

Democracia holandesa e Casa Real:
arranjo institucional harmônico
Um dia histórico.

A Holanda viveu um dia único de festa. O Dia da Rainha, comemorado anualmente no país, teve em Amsterdã hoje um momento ainda mais especial. Depois de 33 anos no trono, Beatrix abdicou do trono em favor de seu filho Willem Alexander. 

Junto com o Christiaan e meu amigo holandês Roeland Smit, fomos assistir na praça Dam, no Centro da capital holandesa, o anúncio da Rainha - a partir de agora, tratada por princesa. 

A reação do público foi intensa, principalmente em apoio e agradecimento a Beatrix. 

Para muitos é difícil entender o conceito de monarquia, principalmente quando jamais se viveu sob um regime destes. No entanto, na monarquia holandesa nenhum dos súditos na praça teve de se curvar aos monarcas. Ao contrário: hoje, é a Casa Real que se curva à democracia na Holanda, um dos países de instituições mais avançadas no mundo. 

E, mesmo assim, a maior parte da população holandesa e do Parlamento reverenciam a Coroa e orgulham-se do fato de ter nela talvez o único símbolo de peso de união do país. Basta ver, aliás, a cor laranja predominando em cada foto. 

Pode ser difícil de entender isso tudo à primeira vista. Quando se vê a coisa funcionando na prática, porém, é impossível não admirar tal arranjo institucional harmônico. 

E, com brindes ao novo Rei e à nova Rainha, ainda mais difícil é não cair na festa pelas ruas de Amsterdã, junto com todo o povo holandês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário