sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Ah, se toda biblioteca fosse assim...

Para aliviar o estresse, PlayStation...
Você passou a manhã e a tarde toda estudando dentro de uma biblioteca, fechado, cheio de prazos para entregar trabalhos, lendo livros numa língua que não é a sua ou artigos acadêmicos complicados. Talvez você tenha lido até mesmo jornais e revistas, antes de colocar realmente a mão na massa, para manter-se atualizado. Deve dar uma canseira, não? Um estresse daqueles... 


...piano...
Pois na Biblioteca Pública de Aarhus, Dinamarca, que também serve a Universidade local, a solução para seus problemas está logo ali, no segundo piso: um lounge para trocar umas ideias descontraidamente com seus colegas e uma sala chamada apropriadamente de "Relax". Lá, há um piano digital, com fones de ouvidos para não incomodar os demais e um PlayStation (!) com quatro controles e vários puffs espalhados pelo chão em volta do aparelho para reunir a turma. E, como se já não fosse o bastante (ou até demais!), o supra-sumo do conforto: uma cadeira de massagem, prontinha e disponível para o uso! Sem hora marcada e com quatro opções automáticas e também com regulagem manual, decidi pela massagem sueca. Assim, dá gosto estudar! Pena que a biblioteca fechasse às 18h, quinze minutos depois da minha chegada...

... e até mesmo massagem sueca!
Por outro lado, se há tanta comodidade acessível aos estudantes, é curioso que o principal item que uma biblioteca deve oferecer ao seu usuário, o livro, não esteja à sua mão. Antes de poder acessar praticamente qualquer título presente no catálogo da biblioteca, deve-se buscá-lo no sistema pelos computadores disponíveis na própria biblioteca ou pela internet, em casa. Depois, retira-se o pedido em uma enorme prateleira especialmente reservada para isso. A medida serve tanto para preservar o acervo como para arquivá-lo de uma maneira mais compacta devido ao seu tamanho. Eu, que gosto de passear pelos corredores intermináveis de uma biblioteca e ficar folheando os livros que retiro das prateleiras (mesmo que não sejam sobre o assunto que busco), não achei a proposta tão interessante. Mas, pelo menos, durante a espera até que o livro solicitado no sistema seja buscado pelo bibliotecário, dá para jogar um play, tocar um piano, ou obter uma massagem sueca. Nada mal.



Livros são reservados pelo sistema, e
retirados nas prateleiras específicas
Lounge para reunir-se com os colegas

Nenhum comentário:

Postar um comentário